terça-feira, 29 de outubro de 2019

SONHO DE AMANTE



O reflexo do espelho, 
vejo tão rosados:
Os lábios sorridentes, 
os olhos semicerrados. 
Carisma de um amante, 
pedante por poetar. 
Da garganta para fora, 
mancha o mundo 
dos ouvintes de paixão, 
rasgando aos setes ventos 
as mais puras palavras.
Silhuetas dos momentos 
de mente para o papel, 
de papel para os ouvidos. 
Mentes loucas!
Transplantes de mundos. 
Asas do inconsciente, 
chamas das roupas rasgadas 
de sexo viçoso e ardente . 
Paixão nos céus, 
brigas do dia a dia por atenção. 
Luxo de um carma, 
loucura do pesar o não, 
quando as curvas do caminho 
só encontro sua atração.

Emiliano Véras e Levi Lopes

CONFLITOS RELIGIOSOS




Sangrentas batalhas 
aos olhos dos sorteados. 
Fendas em chamas? 
Dois mundos em infindas 
névoas vermelhas. 
Corpos ao chão, 
medo e arrepios. 
Gritos dos fortes guerreiros, 
carnificinas em pleno ar livre. 
Um sondar de olhar sombrio, 
tenebroso de susto.
Um dito não ecoado na alma.
Contos de fábulas de final desumano. 
E o luar? 
Ficou no sonho bandido,
De um fato de carne. 
E disso? 
Uma terra que se ver só de passagem!
Inspiradora e sem brio.


Emiliano Véras e Levi Lopes

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...