quarta-feira, 8 de novembro de 2017

SEGUINDO EM FRENTE



Vou seguir em frente, em frente vou seguir!
Como uma andorinha procurando o verão.
Buscando espaço, longe da solidão!
Um andarilho, percorrendo vários lugares.
Sem destino, na paz, o amor e a esperança no ar.
Vou cavalgar, mergulhar, voar e fluir...
Como quem escuta a mais linda melodia.
E cantar, dançar! Sair por aí...de boa, à toa!
Vou dizer adeus, até nunca mais à mesmice.
Aos costumes, rotina e tchau!
Encontrar o máximo até que vire o mínimo.
E sorrir, fugir, como jamais vou ficar!
Dizer que bom estar, ficar, parar e sumir
Como quem nunca avisa o que não pode.
Como quem promete o impossível e assim,
vou amar e amar e amar...Até que o sol brilhe

e o amanhecer não mais fazer sentido.

Emiliano Pinheiro Véras

terça-feira, 17 de outubro de 2017

DESCOMPLICANDO




Tão complicado! Ser bom? Ser mal?
Responder, interpretar. Te dizer
somente o que quer escutar!

Tão sombrio! Dias Claros? A paz?
Sofrer, brigar. Procurar coisas difíceis,
incomuns de si ter e viver!

Tão experto! Perigoso ou medroso?
Para que complicar o que pode ser
bom e não ser mal, onde a resposta 
bem interpretada todos querem escutar.

Para que ser sombrio, quando os dias
claros trazem paz, evita o sofrimento,
as brigas e as coisas difíceis ficam 
incomuns de si ter e viver.

A vida tem dessas coisas e não tem
receita pronta, acabada, deve ser sentida
e vivida e para sempre aproveitada.


Emiliano Pinheiro Véras

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...