domingo, 25 de novembro de 2012

CORAGEM



Para muitos e tão pouco
falta coragem para abrir a porta,
ver o sol nascer e respirar fundo,
seguir em frente.
Falta coragem para pisar no chão,
escalar as paredes do impossível
e aprender a não desistir.
Falta coragem para dizer sim,
dizer não, fazer o que deve ser
feito sem titubear e cair no chão.
Falta coragem para ser bom e
ser mal quando deve. 
Gritar, correr e deixar para trás 
o que ficou.
Falta coragem para enxergar,
denunciar, acreditar 
que ainda pode mudar, 
recomeçar e vencer.
Falta coragem para uma boa conversa,
para a conciliação, paz nas ruas, 
amor no coração.
Falta muito e falta pouco, pois 
se coragem tiver, nada faltará!


Emiliano Pinheiro Véras

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...