terça-feira, 27 de março de 2012

FOGO DA PAIXÃO

    
     Quando você me olha meio desconfiada, sorri e disfarça. Fico totalmente sem graça. Queria chegar mais perto de ti, sentir seu cheiro, tocar seu corpo. Fico em ebulição, parece que vou explodir. Meu coração em chamas bate tão rápido que me descontrolo pensando que todos vão ouvir.

     Quando você se afasta de mim, só o que consigo é te seguir no olhar, como no embarcar de muitos sonhos, que hipnotiza e desliga, ao mesmo tempo destrói, que só a simples sensação de saudade, já machuca e não sei mais como fazer para controlar toda essa paixão, que às vezes na impossibilidade de idealização vem a utopia de se crer em um grande amor. Mata-me de vontade!


Emiliano Pinheiro Véras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...