sábado, 8 de agosto de 2015

LIBERDADE



Não há perigo
Se o amor estiver vivo
E eu te amando. Terei motivos!
Nada de armas se as flores florescesram.
Os soldados do bem, aliados da paz.
Lutarão sem destruição.
Noa dias de hoje, de confusão.
Sem mentiras, só verdades!
Ninguém esquecerá o limo, a libertação!
Sem o povo sofrendo, morrendo!
E o sistema, dono da situação,
Mandando se “mover”.
Chega de opressão,
Falta de opinião.
Liberdade prá dentro da cabeça.
Quando tudo acabar
Se você não estiver,
Não vou entender.
Estar sem você no por do sol,
Na transformação da nação.
Eu vou chorar...
São coisas que vem do coração.
Liberdade, amor e paixão!


Emiliano Pinheiro Véras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...