segunda-feira, 23 de agosto de 2010

ECLIPSE LUNAR



Lua? Desculpe-me por tirar o seu brilho, 
mas é que já não tenho o meu.
Desculpe-me por não ter forças 
para chegar perto de ti, 
mas é que você fica longe demais.
Desculpe-me se vivo te magoando, 
mas é que minha vida tem sido uma mágoa.
Desculpe-me se te roubei a felicidade, 
mas é que sou infeliz por ter sido roubado.
Desculpe-me se já não acredito mais em mim, 
mas é que já acreditei demais.
Desculpe-me se estou pisando em seus calos, 
mas é que sonho em curá-los.
Desculpe-me se o céu está nublado
E o sol não está aparecendo, 
mas é que estou escondido esperando a sua chegada.
Desculpe-me se você gosta de mim, 
mas é que me sinto feliz em ter você ao meu lado.
Lua se gosta de mim, desculpe-me por ti pedir 
mais uma vez. Não deixe o Eclipse acabar......Sol!



Emiliano Pinheiro Véras

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...