segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

INDUÇÃO AOS INOCENTES



Dores, infortúnios da Santa fé.
Carpa dos não desejos a fluir,
magmáticas fendas de sangue.

Uma cumplicidade equivocada
de um ser pensante não obstruído,
da serpente ou santidade abençoada?

Amargas palavras incrédulas
da vida, da saudade por manifestos
incrementos da ilusão por excelência.

Não, não me atrairás para o teu covil
onde só há mortes, do corpo e da alma
deslumbre das inutilidades do âmago.

Emiliano Véras e Levi Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...