quarta-feira, 30 de outubro de 2019

EPÍLOGO



Vieste para petrificar, 
deduzir o que já sabes. 
Castigas um frio coração 
que mais nada é de sentir. 
Vantajosa pela pele que tem. 
Cruel pelo vício que deixa.
Profissional intensificadora 
de desejos latentes em mim. 
Uma sombra do passado, 
desejo saliente ressurgido 
na hora da fogosa dor. 
Mistura de pó e pedra. 
Uma aparição, precisa, 
imune as atrocidades, 
reveladoras do coração. 
Amor puro. Saudades!
Só lembranças!

Emiliano Véras e Levi Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TEMPO, TEMPO, TEMPO

A despedida " até logo!",  fortalece a paz que voltaremos  a qualquer hora nos encontrar.  A sonda os segundos, os minutos,...